segunda-feira, janeiro 25, 2010

segunda-feira, janeiro 18, 2010

FFTL - #006 - Primeiros Bits

Um fim de semana passado muito à volta do computador... Com as primeiras artes de cor já concluídas mesmo no final da semana passada foi quase impossível de resistir à tentação de tentar ver como é que tudo ficaria em ambiente web... Ainda por cima tinha acabado de instalar um novo software todo xispêtêó para lidar com esta questão... A curva de aprendizagem não foi muito rápida e ainda nem reproduzi metade do que consigo fazer com o velhinho software... Mas com os resultados obtidos quase que me perdoei a mim mesmo o facto de não ter avançado para as estruturas anatómicas que me faltam ainda produzir... O super-projecto avança lentamente, mas avança...

quinta-feira, janeiro 14, 2010

FFTL - #004- Segundas Untuosidades

Vi-me obrigado a fazer estudos de cor no computador para o Ichthyostega stensiosei porque cor-de-rosa não é nada credível, lololol... Isto das reconstruções tem muito que se lhe diga e, após uma breve conferência com quem sabe da coisa, verifico que não é só a cor que eu tenho que reavaliar numa terceira camada de óleo.

terça-feira, janeiro 12, 2010

FFTL - #003 - Primeiras Untuosidades

De regresso ao mega-projecto... Apesar das extremas confusões e dúvidas dos últimos dias é incrível como é que ainda tive pachorra de avançar com as emergências, deixando de lado os SOS e esquecendo perfeitamente as preocupações... Sentido pragmático ou será o «à vontade» de recorrer a uma técnica que domino? Cinco fases no desenvolvimento dos tetrápodes... Cinco manchas de cor... Cinco pinceladas vigorosas com terebentina sobre a cor... Ainda com tudo por fazer sinto que o mega-projecto vai avançando... Um projecto que me está a dar muito gozo fazer... E só isso talvez seja suficiente para esquecer tudo o demais...

domingo, janeiro 10, 2010

De Manhã No Museu

Hoje regressei, aliás em alegre companhia, ao MNHN para ver em primeira mão a exposição A Aventura da Terra... Isto das companhias, já me avisava a minha mãezinha, tem sempre coisa... "Olha as companhias!" Numas temos que olhar para elas... Noutras vêmo-nos a olhar para nós... E entre comentários sobre a melhor forma de preparar um Anomalocaris para apresentar na mesa, a cor de um tal quartzo que estava muito bem para a moda de Outono/Inverno que ainda decorre, a par da teoria das placas tectónicas a exemplificação das migrações de narinas para a testa e vice-versa, os apelos a Santa Bárbara que diminuiram significativamente devido as questões de surdez, dúvidas legítimas sobre o profissionalismo da manicura e da cabeleireira da modelo Australopithecus, a expressão forçada de genes do DNA viral para permitir o acesso aos andares superiores, ter que chamar a atenção para actos de pocriacção acabados de inventar por algas vermelhas, piadinhas à maneira de Bocage sobre a vivacidade dos cetáceos (ainda vivos) ... Dizia eu que no meio dessa enxurrada de comentários, alguns (poucos) deles da minha própria autoria... Dizia eu então que ainda consegui visitar e admirar todas as salas de exposição daquilo que ainda é, mas que já foi mais, uma mezzanine de História Natural...