segunda-feira, março 31, 2008

Trachurus trachurus - Stress #03

Uma primeira tentativa de desenho a grafite. (Porque é que nunca temos tempo para nada?) Alguns dos meus espécimes tinham sofrido maus tratos (estrutura das barbatanas em geral e parte final da linha dorsal em particular). Tive que «inventar» um pouco, ir ver referências e tomar decisões. (Porque é que o tempo voa?) Depois da construção do novo carapau andei à cata de diferenças... E encontrei algumas para as quais não tenho explicação... Começo a ter dúvidas de ser mesmo carapau-do-Atlântico. (Porque é que o dia não tem mais horas para a gente poder aproveitar ao máximo tudo?)

domingo, março 30, 2008

Trachurus trachurus - Stress #02

Fui obrigado a ir às compras... Comprei 2 carapaus-do-Atlântico (pelo menos era assim que estavam identificados na banca da peixaria) para ter uma amostra de 2 indíviduos da mesma espécie. Acabei por comprar também uma outra espécie mas dado o pouco tempo de que disponho esta por agora não vai receber muita atenção da minha parte.



Estive, na tradição do melhor Método Científico, a dispor os 2 carapaus, a iluminá-los, a fotografá-los com várias máquinas em alta resolução, a medi-los e, por fim, a congelá-los. Por agora vou fazer uma pausa, mas tenho que começar a produzir o primeiro desenho a grafite muito brevemente. É que o tempo urge!!!

sábado, março 29, 2008

Trachurus trachurus - Stress #01

Estou a começar a ficar em stress... Seria suposto que no decurso deste tempo de férias da Páscoa que eu tivesse desenvolvido alguns trabalhos de IC. Se no que toca à tarefa de manter um Caderno de Campo eu considere que até ultrapassei a meta (mais de quarenta desenhos em 7 dias de trabalho), o facto é que o tal carapau (entre as outras coisas) ficaram um pouco para trás, só tendo produzido este esboço a grafite em Barcelona. Vou ter que acelerar...

sábado, março 22, 2008

Barça #08 - Obra Social COSMO CAIXA

Esta foi uma das surpresas desta viagem... Não tem sido só no domínio da arte que as entidades privadas de Barcelona se têm manifestado. No sopé de Tibidabo, uma montanha sobranceira à cidade, fui encontrar o tão falado novo museu da ciência de Barcelona. E que museu!!! Só pensei na falta que faz um espaço destes em Lisboa. É verdade que temos o nosso (pequeno e modesto) Museu da Ciência na Rua da Escola Politécnica. É verdade que temos o Pavilhão do Conhecimento na Expo. É verdade que temos um Planetário em Belém. Mas ainda é mais verdade que continua algo a faltar... Será que, à semelhança do que fizeram os catalães, também precisamos de capital privado para por as coisas verdadeiramente importantes a funcionar?

sexta-feira, março 21, 2008

Barça #07 - Jardí Botànic de Barcelona

Mais uma (re)visita a este novo jardim botânico da cidade de Barcelona. Devido à sua localização no Montjuïc a vista sobre a cidade é maravilhosa!!! E a sua colecção de plantas é bastante diferente para cativar-me a atenção. Gosto de ir aos jardins botânicos em épocas do ano diferentes para conseguir ver o maior número de florações diferentes. Mesmo assim às vezes é preciso sorte pois nem todas as plantas florescem todos os anos. Mas este ano o que me prendeu a atenção nem foram as plantas... Foi uma exposição de ilustração cientifica sobre narcisos chamada "L´obsercació i el traç" dum catalão Joaquim Conca i Grau... Algo a recordar para sempre porque aliada à exposição existiram pormenores muito interessantes!

quinta-feira, março 20, 2008

Barça # 06 - Zoo de Barcelona

Uma ida a um Jardim Zoológico tem que começar cedo e que acabar tarde... E nem será tanto pela quantidade de criancinhas nas «horas de ponta»... Ao fim de alguns anos já começo a entender os ritmos circadianos dos animais... Alguns dormem até tarde, outros acordam muito cedo, outros só se levantam no final da tarde, e quase todos odeiam os típicos barulhos das «horas de ponta»... Bom, nesta Páscoa houve quem fosse para o Douro internacional para ver grifos... Eu fui um pouco mais longe e (re)visitei o zoo de Barcelona... Mas não se compara ao Douro internacional pois não os observei no seu habitat natural... Em contrapartida tirei mais umas dezenas de fotos de alta resolução com a «retrateira» quase colada aos animais... Foi também o dia em que consegui concretizar mais vezes o desejo de desenhar na materialização dos esboços... É que hoje eu não admiti preguiça da minha parte!

quarta-feira, março 19, 2008

Barça #05 - Blanes - Jardí Botànic Mar i Murta

Hoje o dia foi dedicado a mais uma pequena excursão a uma terrinha perdida na costa brava. Para lá chegar não é muito dificíl mas também não é muito fácil... E a terrinha (a tal Blanes), apesar da sua praia, não vale nada... Todavia tem um incrível jardim botânico debruçado nas falésias do Mediterrâneo... E tem as gaivotas mais simpáticas que alguma vez vi... Havia lá 2 delas (supostamente um macho e uma fémea na corte... 'tá-se mesmo a ver que chegou a Primavera) que não me ligavam nenhuma e consegui chegar mesmo ao pé delas. Ficaram garantidos desenhos a grafite e fotografias de alta resolução em primeira mão... Deveria dizer, em primeiro plano...

^-^

terça-feira, março 18, 2008

Barça #04 - Museu de Ciencies Naturals- Edifici de Geologìa

Passar quase um dia inteiro a fotografar fósseis, enfiando em quatro paredes durante horas de seguida, a desenhar alguns esboços de peças interessantes, a deslumbrar-me que nem um parvinho com um labirintodonte (+), a suportar estoicamente comentários (a maior parte deles no mais puro português... irra, que isto está cheio de portugas) sobre as centenas de anos que aqueles fósseis tinham... Sim... Vocês leram bem e eu ouvi bem... Que querem que vos diga? Que me diverti à brava no Museu de Geologìa? Claro que sim!

^-^

segunda-feira, março 17, 2008

Barça #03 - Montserrat - Le Matollar

Um (re)visita à montanha serrada (mont serrat) mais famosa nas cercanias de Barcelona. Mas desta vez, ao contrário da primeira em que foi tudo a correr, tive todo o tempo que o dia de (quase) Primavera me proporcionou. Foi algo de tirar a respiração, altura para afogar vertigens, pausas para poisar a mochila em terreno sólido e desenhar a grafite no (outro novo) Caderno de Campo... Comendo e bebendo a «ração de combate» enquanto se ganha coragem para a descida... E no meio daquele silêncio a cerca de 1.200 metros de altura só a +#$&%#/&/("**% do telemóvel é que não parou de tocar no alto da montanha... Nunca mais chega a tolerância de ponto da Páscoa para me deixarem em paz... Dizem que é uma espécie de Férias... Baaaaaahhh!!!

domingo, março 16, 2008

Barça #02 - L' Aquarium

Uma visita ao aquário é sempre indispensável... Como (quase) tudo em Barcelona para mim não é a primeira vez que visito este espaço. Fiquei com a sensação de que algumas coisas mudaram... Uma delas é a ausência (notada) do peixe-lua (Mola mola)... Será que é por causa disso que no nosso Oceanário temos agora lá 2?

sábado, março 15, 2008

Barça #01 - Museu de Ciencies Naturals - Edifici de Zoologia

Hoje visitei pela 2ª vez este museu. Existe uma dicotomia de critérios neste tipo de museus de História Natural pelo mundo fora. Os países que entendem que a ciência deve ser estimulada permitem sempre que se tire fotografias nestes espaços. Os outros (Espanha e Portugal incluídos) têm vindo a adoptar o critério do direito de autor científico e nem deixam tirar fotos... É! Em Portugal experimentem ir ao Museu da Lourinhã, por exemplo... Já fiz uma vez lá uma «peixarada» por causa disso e nem cheguei a entrar... Mas hoje apercebi-me de que a política em Barcelona mudou... E foi um regalo para a «retrateira», sim senhor! Uma dúvida existêncial... Será que o museu de história natural de Madrid também mudou ou foi só uma iniciativa dos bravos catalães?

quarta-feira, março 12, 2008

A Febre da Ilustração Científica

Pois é! Desta feita fiquei mesmo convencido de que é contagiante... Dá mesmo a todos!!! E a prova disso é a imagem do lado que eu fui encontrar em cima da minha mesa da cozinha após uma breve visita da minha mãe em minha casa... Mamecita mia!!! Mal viro costas, zás!!!

^-^

domingo, março 09, 2008

Canis lupus signatus - Fase 05

Comecei a abordar as minhas próprias referências fotográficas que tenho reunido com a «retrateira» desde Outubro do ano passado... O esquema é simples, primeiro fotografo sem qualquer preocupação de lentes, velocidades, zooms, focagens, exposições, etc... Disparo e pronto...



Depois traduzo algumas das fotografias que têm as melhores poses em tinta-da-china sobre poliéster...








Por fim brinco no computador com o recurso do PAINTER, pintando com o auxílio da caneta e da mesa digitalizadora...

sexta-feira, março 07, 2008

Canis lupus signatus - Fase 04

O ritual da alimentação entrelaçado com o ritual da exibição... «Prado» (nome artístico da estrela do CRLI) começa sempre por destemidamente se mostrar mesmo que o público seja uma audiência de 1 (moi-même)... Depois acaba por perder o interesse em dia de refeição... Segue com o olhar o percurso da equipa de voluntários que alimentam os seus companheiros... Distraimo-nos os 2 com um gato (que pelo aspecto já foi mordido diversas vezes por criaturas inimagináveis) que por ali se passeia... Finge não ligar nenhuma aos 6 nacos de carne e osso que são arremessados por cima da cerca, para logo a seguir os atacar... A mim, na companhia do gato e meio de cócoras na sombra a tentar apanhar no caderno de campo aquele lobo fugidio, já nem me liga nenhuma... Só quando acha que eu, por atrevimento da minha parte, me cheguei demasiado perto da vedação é que faz questão de, com a sua cauda sempre para cima, urinar e escavar terra... Bom, pelo menos ele ainda entende não me dar direito ao privilégio do tratamento da vocalização tipo «rosnar»... Interrompe imediatamente as suas voltas no cercado quando se apercebe que o show, pela minha parte, acaba de terminar... Despede-se junto à cerca com alguma indiferença... Eu diria que, quase ainda não me conhecendo, se trata de um ritual já instituído...

^-^

quinta-feira, março 06, 2008

Canis lupus signatus - Fase 03












Embora com algumas ideias a germinar a 100 à hora no meu cérebro, continuo ainda sem qualquer definição de qual a melhor aproximação ao tema. Por isso vão aparecendo naturalmente imagens de carácter exploratório e despreocupad(íssim)o da forma e do traço... Surgem por associação alguns problemas específicos da aguarela e da representação do pêlo em tinta-da-china ... Para já o trabalho surge em piloto automático e sem pensar ainda muito em artes finais...

quarta-feira, março 05, 2008

Beryciformes


Continuam as aulas dedicadas ao imensamente diversificado tema dos peixes... E quem vai ganhando com isso é (decididamente) o caderno de aula!